O Brasil é um país tropical onde o sol está presente o ano todo em praticamente todas as regiões, o que pode ser considerado um privilégio para muitos, mas se tornar um problema de saúde para boa parte da população no futuro. Isso porque, cada tipo de raio solar é absorvido de forma diferente pela pele e mesmo que, na quantidade certa eles sejam essenciais à saúde, em excesso eles se tornam verdadeiros vilões, podendo causar queimaduras e até câncer de pele, o que tem acontecido cada vez mais.

O grande problema é que com a redução drástica da camada de ozônio, os raios solares tem se tornado gradativamente mais agressivos, obrigando quem quer se proteger dos efeitos nocivos do sol, a procurar formas alternativas  de fazer isso.

Como se proteger

A aplicação de protetor solar com no mínimo FPS 30 é obrigatório para todos os tipos de pele, mas além do protetor solar tópico, alguns acessórios podem ser muito eficazes, como roupas especiais e sombrinha com proteção solar.

proteção solar

 

Como saber se um tecido realmente protege do sol

O fator de proteção dos tecidos utilizados na fabricação de roupas e sombrinhas é o FPU ou Fator de Proteção Ultravioleta, que mede o percentual de raios ultravioletas que ultrapassam o tecido. A certificação é determinada pela Agência Australiana de Proteção à Radiação e Segurança Nuclear (ARPANSA), primeiro órgão nacional no mundo a classificar o nível de proteção dos tecidos, principalmente pelo clima e cor de pele extremamente clara de sua população.

De acordo com a classificação da ARPANSA , para um produto ser considerado fotoprotetor ele precisa bloquear ao menos 93,3% dos raios ultravioletas, sendo mais recomendadas as peças com FPU 40,45 e 50, que chegam a bloquear 97,5% da radiação.

Com o tempo alguns países criaram normas técnicas próprias, de acordo com a incidência de radiação e características da população de cada região.

Como no Brasil ainda não há uma regulamentação específica, aqui as fabricantes de roupas e acessórios com proteção solar também precisam seguir obrigatoriamente os parâmetros da ARPANSA, considerada como maior autoridade mundial no assunto. Por isso, para conquistar a certificação FPU  no Brasil, é preciso antes passar por rígidos testes em laboratórios certificados pelo INMETRO, que são responsáveis por atestar a fotoproteção dos materiais de acordo com as determinações australianas.

Sombrinha com proteção solar

A sombrinha historicamente é uma das principais aliadas na proteção solar e nunca foi tão necessárias quanto agora. A diferença é que se antes seu uso estava ligado puramente a uma questão estética, hoje o que mais importa é manter a saúde da pele.

Foi pensando nisso que a Fazzoletti criou a linha Ultra Block, com sombrinhas de 16cm, 24cm e 28 cm, perfeitas para caber em qualquer bolsa.

As sombrinhas com proteção solar da Fazzoletti possuem FPU 50, com uma camada de tecido duplo blackout, cabo de polímero, não pesando quase nada, e o mais importante: a Fazzoletti é a única marca brasileira a seguir a regulamentação australiana e ter o selo FPU emitido pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), que garante proteção de 99% contra os raios ultravioletas.

sombrinha ultra block

 

Onde encontrar

Se você ainda não se convenceu que precisa de uma sombrinha com proteção solar, assim que botar os olhos nela você vai se decidir, porque além da proteção que proporcionam, elas são lindas e muito fáceis de encontrar.

Toda a linha das sombrinhas com proteção solar Ultra Block você encontra no site Vendo guarda-chuva, que está sempre com descontos incríveis e a entrega para todo o Brasil é super rápida. Aproveite!