Se tem um acessório que é “mais velho do que andar para frente” é o nosso amado guarda-chuva.

A história do guarda-chuva perpassa, ao menos, três mil anos de civilização. Desde os primeiros modelos, eles conseguiram impactar a cultura, a moda e até a religião de diversos povos ao redor do mundo, mas foi somente no último século que eles evoluíram em termos de design e tecnologia, ganhando o espaço que eles ocupam hoje no nosso dia a dia.

Da sombrinha ao guarda-chuva

guarda chuva automático

Diferente do que somos levados a imaginar, o termo umbrella não teve origem na língua inglesa. Na verdade, a palavra tão popular na terra do Tio Sam e em Londres é uma adaptação do italiano ombrello que, por sua vez, vem do latim umbra, que significa sombra.

O uso da sombrinha na Europa virou febre em meados do século XVII e, graças às navegações, logo chegou ao porto de Veneza, da onde o termo se espalhou rapidamente.

No entanto, foi na França que os tecidos finos e opacos das sombrinhas, usadas até então para proteger do sol, passaram a receber uma camada de cera para que se tornassem impermeáveis e pudessem ser usadas como guarda-chuvas, ganhando uma nova  utilidade e ganhando ares de versatilidade.

Nos séculos seguintes os processos de fabricação foram melhorando e, tanto sombrinhas, quanto guarda-chuvas começaram a ser produzidos em massa, com novas tecnologias e materiais usados até hoje, como o nylon, para atender a demanda que só aumentava.

O primeiro modelo dobrável e o guarda-chuva automático

Algumas das mudanças mais importantes no desenvolvimento dos guardas-chuvas aconteceram no século XX. Em  1928, Hans Haupt criou o primeiro guarda-chuva dobrável de bolso e, em 1969, Bradford E Phillips patentearam um modelo que chamavam de “guarda-chuva de trabalho e dobra”.

Foram destes primeiros modelos que surgiram os guarda-chuvas automáticos que abrem e fecham de forma prática, bastando apenas acionar o botão de disparo com uma mão.

Vendidos em todos os tamanhos, cores e estampas, eles fazem sucesso e são item obrigatório nos dias de chuva para quem não quer se molhar, principalmente os compactos. Também conhecidos como mini ou guarda-chuva de bolso, os guarda-chuvas automáticos compactos são leves, pequenos e portáteis, chegando  a medir apenas 33 cm de altura.

Perfeitos para se ter sempre a mão e se proteger até mesmo daquelas inesperadas chuvas que caem em qualquer estação, não é mesmo?

guarda chuva automático

 GUARDA-CHUVA INVERTIDO AUTOMÁTICO CÍRCULOS ROSA | FAZZOLETTI - Confira esse e muito mais clicando aqui